Atendimento: Das 08h às 17h

info@ficase.gov.cv | (+238) 5162462 / 5169391

FICASE disponibiliza mais 373.094 Kg de Géneros Alimentícios às Autarquias das ilhas de Santiago e Boavista

Criado em 14 de Maio de 2020

Responsive image

Perante o Estado de Emergência que ainda vigora nas ilhas de Santiago e Boavista devido à Pandemia da Covid-19, e para garantir ajuda alimentar às famílias, a FICASE já disponibilizou 373.094 Kg (trezentos e setenta e três mil e noventa e quatro quilogramas) em géneros alimentícios aos 10 Municípios destas duas ilhas, para distribuição de cestas básicas a 16. 607 agregados familiares dos grupos de focalização I e II, do Cadastro Social Único.

Esta é a segunda fase do Programa de Assistência Alimentar, uma medida social do Governo de Cabo Verde, coordenado pela FICASE e executado pelas Câmaras Municipais, em estreita parceria com as Delegações do Ministério da Educação, ONGs e outras associações de carácter social.

A aquisição destes géneros alimentícios, entre os quais, arroz, massa, óleo, feijão, milho, leite e açúcar, representa para a FICASE, um investimento orçamental de 52.571.000 ECV (cinquenta e dois milhões, quinhentos e setenta e um mil escudos). De recordar que na primeira fase do Programa de Assistência Alimentar, além dos géneros que dispunha nos seus armazéns e nas escolas, a FICASE investiu cerca de 62.000.000 ECV, um esforço adicional que representa cerca de 50% do Orçamento do Programa Nacional de Alimentação Escolar.

No total, foram disponibilizadas aos municípios, 893,551 kg em géneros alimentícios, um investimento global de 114.571.000 ECV. Até ao momento, 29.812 agregados familiares foram beneficiados.

Face às incertezas sobre o comportamento desta pandemia e suas consequências a nível social, visando o reforço da capacidade de resposta do país na Assistência Alimentar e no retorno à normalidade, a FICASE tem em curso uma campanha de solidariedade para mobilização de recursos através do site: www.ficase.cv e transferências bancárias, atualmente com mais de 2.600.000 ECV (dois milhões e seiscentos mil escudos) arrecadados.

Para esta quantia, muito tem contribuído gestos de solidariedade de cidadãos nacionais e estrangeiros através de doações online, empresas e ordens profissionais, como são os casos da Caboeólica, Enapor, Prolact Lda., Scryptus 1 e Ordem dos Engenheiros de Cabo Verde.

Destacamos ainda a União Europeia, que contribuiu para a distribuição de mais de uma centena de cestas básicas às famílias de S. Vicente e Praia, em comemoração ao Dia da Europa assinalado no dia 9 de maio. Esta atividade teve também a contribuição da Equipa da Embaixada de Portugal em Cabo Verde.

#GovernoCV #FICASE #AssistênciaAlimentar #Covid19