Atendimento: Das 08h às 17h

info@ficase.gov.cv | (+238) 5162462 / 5169391

FICASE define alimentação escolar como uma das maiores prioridades do novo ano letivo

Criado em 01 de 09 de 2020

Responsive image

Com a pandemia, aumentaram as necessidades das crianças e das famílias que perderam os seus rendimentos, razão pela qual a FICASE garante estar a trabalhar para garantir o acesso de todas as crianças ao ensino.

 

 

Com os delegados escolares, a FICASE tem procurado saber os cenários e a forma de fazer chegar os apoios às crianças. Neste momento, a maior preocupação, explica o presidente Albertino Fernandes, é fazer chegar a alimentação às crianças dos jardins infantis até ao 8º ano de escolaridade.

Apesar de ainda não se conhecer o número de alunos que, este ano, vai às aulas em regime presencial, a previsão da FICASE é apoiar cerca de 96 mil alunos com o orçamento habitual dentre os 50 a 60 mil contos. Para além disso, há outros programas de apoio às crianças para os quais foram lançados uma campanha de anagariação de fundos. Alerta, entretanto, Albertino Fernandes que a prioridade é a alimenhtação escolar.

A FICASE perspectiva apoiar cerca de 86 mil crianças, do pré-escolar ao 8º ano de escolaridade, com alimentação e outras 30 mil crianças com materiais escolar.

Segundo o presidente da FICASE, o número de beneficiários poderá vir a aumentar, conforme as necessidades das crianças e das famílias.

Oiça as declarações de Albertino Fernandes aqui. 
Créditos: Bnvido Neves / RTC