Atendimento: Das 08h às 17h

info@ficase.gov.cv | (+238) 2621545 / 5162462 / 5883668

FICASE Entrega Certificados de Formação em Primeiros Socorros e Combate ao Incêndio às Cozinheiras

Criado em 19 de Outubro de 2022

Responsive image

A FICASE, enquadrado nas atividades do início do ano letivo 2022-23 e celebrações do Dia Mundial da Alimentação, entregou às cozinheiras afetas ao PNASE na ilha do Fogo, o certificado de Formação em Primeiros Socorros e Combate ao Incêndio, num ato que realizou-se na Escola de Santa Filomena, em São Filipe, Fogo, no dia 15 de outubro (sábado), a partir das 11:30min, na presença dos Delegados do Ministério da Educação do Fogo, entre outros convidados e parceiros. 

Esta ação de capacitação teve início em janeiro de 2020, nos três concelhos da ilha do fogo, onde foram formadas 73 cozinheiras, sendo 24 de Mosteiros, 15 de Santa Catarina do Fogo e 34 de S. Filipe. O objetivo geral desta formação, retomada após a pandemia da covid-19, é contribuir para a melhoria da segurança e prevenção de acidentes no ambiente escolar em Cabo Verde, numa parceria da FICASE com as Delegações do Ministério de Educação.

Em declarações à imprensa, as formandas reconheceram a importância da formação, uma vez que algumas já utilizaram os conhecimentos adquiridos, em situações vidadas no dia-a-dia, prestando os primeiros socorros, e ação de combate a pequenos incidentes com fogo. 

Em representação da FICASE, a Administradora Cristina Pina, realçou que este ato simboliza a aposta da FICASE e do Governo de Cabo Verde nesta classe, uma vez que a meta é formar todas as 735 cozinheiras afetas às cantinas escolares, durante o ano letivo 2022/2023, visando, especificamente: (i) Melhorar o conhecimento e a capacidade de ação da comunidade educativa, em particular das cozinheiras, no que concerne à prestação dos primeiros socorros e combate ao incêndio; (ii) Dotar as escolas de meios/recursos para ação em caso de necessidades de prestação de socorros e combate ao incêndio; (iii) Reforçar a cultura da segurança, prevenção do risco e acidentes no seio da comunidade educativa do Ensino Básico Obrigatório, beneficiando, indiretamente, 82.000 alunos, 1600 professores e 40 mil famílias. Sublinhou também, que com esta formação, pretende-se continuar a dignificar ainda mais esta classe.

A formação é financiada pela FICASE, num montante de 3.943.813 CVE, e espera-se que com esta formação, as cozinheiras adquiram conhecimentos e habilidades para ação, em caso de acidentes ou situação de incêndio e sintam-se motivados e sensibilizados para as questões de segurança e prevenção de acidentes no ambiente escolar e familiar. 

Destaca-se que as cozinheiras das Cantinas Escolares dos Concelhos de São Domingos, Ribeira Grande de Santiago (2020) e da Praia (2022) já receberam esta formação, sendo que os demais concelhos, serão beneficiados proximamente.